Principal

Senhor, fazei de mim um Instrumento da Vossa Paz!

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz!
Onde houver ódio, que eu leve o amor.

- Onde houver ódio: rancor, desejo de vingança, malquerença, mentalidade racista, opressão, violência.
- Que eu leve o amor: o bem querer a todos. Não querer para os outros o que não quero para mim. Querer para os outros o que quero para mim. Dar a vida se for necessário.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão
- Onde houver ofensa: por palavras, por gestos, por mentiras, por agressão, por calúnia, por fraude, por roubo, por desprezo da dignidade da pessoa, etc.
- Que eu leve o Perdão: saiba pagar o mal com o bem, dar a outra face a quem me bater no rosto, rezar pelos perseguidores e caluniadores, oferecer o perdão mesmo que o não peçam.
Onde houver discórdia, que eu leve a união
- Onde houver discórdia: Debates violentos e agressivos; ataques pessoais; desavenças entre pais e filhos; conflitos entre gerações; lutas laborais e sindicais injustas; guerras e lutas de classes, reivindicações desmedidas, etc.
- Que eu leve a união: aproximando as pessoas e os grupos; ajudando a dialogar na procura da verdade; aproximando os pais e os filhos para se ouvirem mutuamente; participando nas lutas e nas greves justas e não alinhando em atitudes que ofendam a dignidade e a liberdade dos outros; criando uma mentalidade que rejeita todas as classes de guerra; promovendo uma mentalidade de paz e concórdia; ofeirecendo-se como intermediários de reconciliação.
Onde houver dúvida, que eu leve a Fé
- Onde houver dúvida: desconfiança de tudo e de todos; onde não se acredita num futuro melhor e onde ninguém crê no vizinho, na família, no colega, no amigo. Onde se desconfia dos responsáveis, dos dirigentes das autoridades, dos educadores, dos mestres. Onde não se acredita na sociedade que temos, nem se acredita na Igreja que somos.
- Que eu leve a fé: a certeza de que é o Espírito de Deus quem conduz a História do mundo. A certeza de que Deus quer sempre o melhor; a certeza de que o melhor não é sempre o que mais nos agrada. A certeza de que Deus ama a todos e a todos chama ao bom caminho. A certeza de que todos, a seu modo, também querem o melhor. A certeza de que ninguem e mau com consciência explícita do mal. A certeza de que o amor de Deus foi difundido nos nossos corações, e também nos corações daqueles de quem não gostamos.
Onde houver erro, que eu leve a verdade
- Onde houver erro: Falta de consciência da dignidade da pessoas humana. Falta de consciência do valor da vida. Falsa valoração dos bens materiais. A idolatria do ter, do poder e do prazer. A redução do amor à experiência sexual. A elevação dos meus critérios a norma suprema da verdade. A afirmação da liberdade por cima de todas as normas.
- Que eu leve a verdade: Verdade da sinceridade, da transparência e da lealdade. A Verdade sobre o valor da vida e da pessoa humana. A verdade de que todo o homem é meu irmão. A verdade suprema da supremacia dos bens espirituais sobre os materiais. A verdade da alfabetização, da instrução e da cultura. A verdade da revelação de Jesus: Caminho, Verdade e Vida.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança
- Onde houver desespero: Quando já não se acredita que é possível viver, mudar, melhorar, curar, emendar. Corrigir, converter, aceitar, amar, perdoar, etc.
- Que eu leve a esperança: A esperança em mim e na família; na sociedade e na Igreja, na própria mudança, no meu futuro, no sentido da vida que não é um absurdo. A esperança no nosso Deus que é Pai e Mãe. Nosso Senhor Jesus Cristo que disse: "Vinde a Mim todos os que andais sobrecarregados - com todos os pesos insuportáveis da vida - e Eu vos aliviarei".
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria
- Onde houver tristeza: Há quem esteja triste por ser pobre e doente; abandonado e ignorante; desprezado e traído; desconsiderado e perseguido; caluniado e maltratado; roubado, enganado e explorado; por se sentir incapaz, etc ...
- Que eu leve a alegria: A alegria da serenidade e da paz. A alegria da consciência de que a vida tem sentido. A alegria da minha realização pessoal. A alegria do encontro comigo próprio. A alegria de quem vê o lado belo da vida. A alegria de quem se dispõe a dar o que tem, o que sabe, o que pode e o que é. A alegria de quem sabe estar com o amigo só pela alegria de estar com ele. A alegria de quem sabe rezar e cantar. A alegria de quem confia no Deus Pai, rico em misericórdia.
Onde houver trevas, que eu leve a luz
- Onde houver trevas: onde não se vê nem se compreende nada; onde não se entende o porquê do que acontece; onde não se vê a rectidão de ninguém, o valor de ninguém; onde não se vê o próprio valor e a própria dignidade pessoal; onde não se vê nenhuma saída para a vida.
- Que eu leve a luz: A palavra amiga. A palavra esclarecedora e sincera. A palavra de Jesus - que eu anuncio sem impingir. A minha presença humana, cristã, franciscana. A minha fé.
Senhor, que eu procure mais consolar que ser consolado,
compreender que ser compreendido, amar que ser amado;
Pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se ressuscita para a vida eterna.

"Oração da Paz", atribuída a S. Francisco de Assis